O Projeto de Acústica é um documento técnico que reúne um conjunto de informações autossuficientes e adequadas à compreensão das opções de engenharia e à execução da obra, com detalhamento das intervenções em todas as áreas e elementos da Edificação.

Um projeto eficiente é aquele que consegue otimizar os custos de uma obra aproveitando ao máximo os recursos já disponíveis (ex: concreto), complementando com soluções específicas de Acústica para atingir os níveis de desempenho e conforto desejados.

IMPORTANTE: priorizar a interação direta com outras especialidades, tais como: projeto de arquitetura, estabilidade, condicionamento térmico, ventilação, instalações em geral, etc. A articulação e o bom entendimento entre os projetistas são fundamentais para o sucesso e cumprimento dos objetivos e resultados almejados.

É composto por 3 (três) etapas básicas que poderão conter:

Dados de entrada

– Níveis de ruído exterior – avaliação no local de implantação do empreendimento e/ou mapeamento sonoro por meio de simulações 3D em softwares de predição acústica. (Opcional)
– Plantas e cortes
– Propostas de soluções construtivas iniciais
– Níveis de desempenho desejados

Projeto acústico

– Anteprojeto
– Mapeamento dos recintos
– Mapeamento de soluções construtivas
– Seleção de soluções
– Cálculos de isolamento sonoro
– Simulação da transmissão acústica entre todos os recintos

Resultados

– Memorial de cálculo da edificação
– Memorial de materiais especificados
– Desenhos técnicos e ilustrações dos sistemas construtivos selecionados
– Detalhes de instalação e cuidados na execução

Em um projeto acústico é analisado e estudado os seguintes fatores:

Isolamento ao ruído aéreo – sistemas de vedações verticais internas e externas, tais como: fachadas, paredes, divisórias internas, forros, esquadrias, etc.

É o som produzido e transmitido através do ar, como: tráfego, conversas, etc.

Isolamento ao ruído de impacto – sistemas de pisos, como: lajes de pavimento.

É som produzido pelo impacto no piso e transmitido por vibração pela estrutura, como: passos, quedas de objetos, arraste de móveis dentre outros.

Condicionamento acústico interno – correção acústica aplicada em ambientes devido às reflexões sonoras, corrigidas pelo Tempo de Reverberação (Reverberation Time).

Ruído de equipamentos e instalações prediais – gerados por: sistemas hidrossanitários, shafts, elevadores, casas de máquinas, instalações hidráulicas, etc.

Benefícios

– Valorização do empreendimento
– Posicionamento de mercado pelos níveis de desempenho
– Conformidade com os aspectos legais e normativos
– Otimização de recursos investidos.

Normas aplicáveis

– NBR 15575 – Edificações habitacionais – Desempenho
– NBR 10152 – Acústica – Medição e avaliação de níveis de pressão sonora em ambientes internos às edificações
– EN 12354 – Building Acoustics – Estimation of acoustic performance of buildings from the performance of elements.