X
(47) 3327-7740 contato@scaladb.com.br

INFORMAÇÕES

Serviço: Projeto Acústico | Data: 11/2017

Resumo Geral: Foi realizado um estudo que visa avaliar as características acústicas do projeto de condicionamento do Auditório do Edifício José Fernando Eichenberg em Porto Alegre (RS) através de simulação computacional a fim de otimizar a geometria do recinto e o uso de materiais e revestimentos nas diversas superfícies para garantir o conforto acústico e melhorar a inteligibilidade da fala. Obter a resposta acústica do ambiente que está sendo projetado de acordo com a sua finalidade e uso é essencial para que o resultado prático seja conforme o desejado pelo cliente.

Cliente: Auditório do Edifício José Fernando Eichenberg de Porto Alegre 

desafio

Logo de início tivemos que nos adequar a uma proposta arquitetônica e de interiores já existente, havendo a necessidade então de realizar as simulações acústicas de acordo com as características previamente projetadas. 

Em seguida conforme simulação em modelo 3D observou-se que os parâmetros de conforto e inteligibilidade do ambiente não estavam dentro dos requisitos ideais segundo norma ISO 3382, NBR 12179 e NBR 10152.

eTAPAS

Leitura geométrica e funcional dos espaços, sistemas construtivos adotados e materiais em geral.

Foi realizado uma reunião presencial com os projetistas de arquitetura e interiores para definir os objetivos a serem atingidos do projeto, bem como estabelecer as recomendações de compatibilizações e adequações do ambiente.

Baseado nos requisitos e critérios das normativas e referências técnicas citadas acima, nos materiais e sistemas previstos inicialmente pelos arquitetos e projetistas envolvidos, foram realizados os cálculos e os resultados comparados com os valores e parâmetros acústicos ideais de acordo com as recomendações de boas práticas.

Após comparação, verificaram-se os parâmetros não atendidos e estudaram-se as soluções acústicas necessárias para o enquadramento, sendo apresentadas em reuniões ao grupo de arquitetos e projetistas para compatibilização estética, funcional e aprovações.

Uma vez que as soluções foram aprovadas, iniciou-se o detalhamento das soluções, plantas baixas, cortes, elevações, etc. e elaboração de relatório técnico.