X
(47) 3327-7740 contato@scaladb.com.br

Dicas em acústica de ambientes

Como realizar um Isolamento acústico de paredes de forma eficiente

O isolamento acústico não é um critério levado a sério nas construções elaboradas nos dias de hoje, apesar de existirem normas acústicas que exigem qualidade sonora para determinados tipos de ambientes e suas condições externas e internas.

No mercado da Construção Civil em geral, devido principalmente ao surgimento da Norma de Desempenho NBR 15575, a preocupação em atender o isolamento acústico de paredes tem se destacado cada vez mais de modo que surgem muitas dúvidas em relação como fazer, quais materiais são mais indicados para o uso e etc.

Afinal, como realizar um Isolamento Acústico de paredes de forma eficiente e de qualidade? Antes disso, é importante entender como ocorre a propagação sonora entre os ambientes de uma edificação.

A propagação pode se dar por via aérea (pelo ar) e por via estrutural (sólidos, a exemplo do concreto/alvenaria). Uma onda sonora incidente ao atingir um elemento de separação (vedação) tal como uma parede ou piso, faz com que este elemento vibre e transfira parte desta energia para o lado adjacente, formando assim o caminho da propagação “lado emissor – elemento separador – lado receptor”.

O som chega ao lado receptor não somente por meio da vedação entre dois ambientes, mas também por caminhos indiretos que são as ligações desta vedação principal com as demais partes da edificação (laje inferior e superior, paredes laterais, etc.). Ocorre então a transmissão direta e indireta para formar o caminho de propagação.

Imagem 1 – Ilustração da Propagação do Som em um sistema de paredes.

Comportamento do isolamento acústico:

Para cada tipologia de parede existem variáveis que podem interferir no resultado para um bom isolamento acústico, por exemplo: em paredes de alvenaria é relevante o peso dos blocos, qualidade do assentamento (juntas verticais e horizontais) e tipo de revestimento. Já em paredes leves tal como drywall, o não uso dos acessórios do sistema, a ausência de material absorvedor na cavidade podem fazer o isolamento decair.

Paredes Geminadas: como isolar.

Normalmente o construtor tem adotado paredes em alvenaria de pano simples, ou seja, de apenas uma camada. O ideal para garantir um bom isolamento de paredes geminadas seria realizar o conceito de paredes duplas, com dois panos de alvenarias separados entre si e cavidade preenchida com um material absorvedor. O desvinculo entre os panos é importante para bloquear a transmissão de ruído estrutural causados por impactos/vibração de forma adjacente. É muito comum reclamações entre vizinhos nesta condição justamente por ter apenas uma parede simples separando duas unidades habitacionais distintas.

Escolha o material correto para o Isolamento:

O melhor material depende do caso e da aplicação, por exemplo em construções de alvenaria estrutural obrigatoriamente devem ser usados blocos estruturais, porém entre o modelo cerâmico ou de concreto os valores de isolamento já são diferentes.

Lã de vidro, lã de rocha e lã de pet:

Dentro de uma parede, o material absorvedor que pode ser lã de vidro, rocha ou pet tem a função de absorver a energia sonora dentro da cavidade, este efeito ajuda na melhoria do isolamento. Para atenuar baixas frequências é importante que os materiais sejam mais densos e espessos. Com relação ao requisito reação ao fogo, lã de vidro e rocha são materiais incombustíveis, já a lã de pet é combustível, porém não propagante, então para cada particularidade do projeto deverá ser avaliado qual material aplicar.

Imagem 2 – Exemplos de Lã de Rocha (Ábaco Forros e Divisórias), Lã de Pet (Trisoft) e Lã de Vidro (Isover).

A parede Drywall: melhor solução?

Drywall é uma ótima opção, pela agilidade na construção, praticidade, e pela leveza do sistema comparado com alvenaria comum, onde equivale em média 10% do peso. Quanto ao desempenho acústico, atinge-se elevados desempenhos como por exemplo uma parede de drywall de 52 db com largura 14cm seria necessário 25 cm em alvenaria simples para atingir o mesmo isolamento.

O segredo do bom resultado do Drywall é a montagem bem executada usando todos os acessórios do sistema, com uma equipe capacitada para realizar o serviço.

A Scala Acústica já realizou inúmeras avaliações de desempenho em paredes drywall aplicadas em obra e constatou em muitas vezes baixo desempenho devido à má instalação.

Imagem 3 – Parede Drywall com visão interna.

O profissional ideal: saiba quem solicitar.

Devido a tal complexidade o mais indicado é contratar um consultor acústico capacitado para realizar os cálculos baseados em normativas tais como EN/ISO 12354, para projetar o desempenho das edificações de acordo com a NBR 15575, por exemplo.

Como o ruído é medido e avaliado em edificações em termos de qualidade e desempenho:

O isolamento sonoro é medido por meio de um procedimento padronizado, em edificações a norma a ser seguida deve ser ISO 16283 para realizar os ensaios solicitados pela norma de desempenho NBR 15575 Parte 4. Requer equipamentos específicos e laboratórios capacitados para cumprir esses ensaios.

Imagem 3 – Equipamentos de medição:
Sonômetro e Dodecaedro em sistema de paredes de uma edificação.

Paredes prontas: como proceder.

Para aumentar o isolamento de paredes prontas, sem precisar destruí-las, podem ser aplicadas camadas de revestimentos específicos, tal como do sistema drywall. É importante entender que o ganho pode ser bem variado, entre sistemas aderidos (colados) ou autoportantes (com perfis metálicos) criando uma cavidade. Um estudo específico é recomendado.

Como economizar e ao mesmo tempo ter um isolamento eficiente:

Normalmente o custo se eleva por não haver uma contratação de estudos acústicos específicos, os construtores e profissionais do setor tentam realizar de forma empírica soluções que “subentendem” que irá funcionar mas com o tempo geralmente acabam percebendo que não houveram ganhos acústicos e o custo da solução se torna mais alto, além do retrabalho para resolver de fato o problema.

Tags:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *